Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cartas


Por encantos e desencantos 
assumindo um erro perdoado
fico navegando por dentro de mim.
Procurando meus acertos e cantos,
por caminhos e mares ensopados,
perdendo o meio, perdendo o fim.

Aquelas cartas ainda quero escrevê-las,
não por mim, mas por algo a mais.
Talvez pelo amor, talvez por ti.
Suas letras douradas quero perecê-las, 
pelo fim, ou nunca ou jamais,
que todas por ti, às vezes, senti.

Dizem que cantamos nossos medos
por simples medo de nos perder
e quase sempre não agüentamos.
Levados ao longe foram nossos apelos
e a coragem nos traz o medo de dizer 
o que pensamos e o que sonhamos.

A vida é curta, tão cuta tão,
que sabemos o fim dela, 
mas fechamos os olhos,
mas descobrimos uma nova paixão,
tentando a todo custo vivê-la, 
seguindo seus trilhos.

O nome disso é amor, o que sionto é amor.
Meus desejos verdadeiros sobrados
levam-me por terras desconhecidas.
Mares e sóis com um pouco de ardor
mostram-me os sonhos realizados
e minhas cartas não escritas.


                                                Brasília, 20/08/05
Aderruan De Marco
Enviado por Aderruan De Marco em 29/10/2007
Código do texto: T715183

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (POR FAVOR,SE FOR USAR ALGUM TEXTO ME AVISE E VOCÊ DEVE CITAR A AUTORIA DE ADERRUAN DE MARCO E O SITE www.aderruandemarco.com). Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aderruan De Marco
Samambaia - Distrito Federal - Brasil
96 textos (16461 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 14:43)
Aderruan De Marco