Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UMA RUA CHAMADA TRISTEZA...


 
          Ary Bueno [ O Príncipe dos poemas e do amor ]
 
Caminhava eu, hoje, pela rua da saudade
Cabisbaixo, pensativo, com minha agonia
Procurava a avenida da eterna felicidade
Como faço a noite, e quase todo santo dia
 
Dobrei, na esquina da amargura, e ali parei
Fiquei pensando por onde deveria eu seguir
Pois nesta rua, todo dia fico sem ter onde ir
Sentei na sarjeta, de ti me lembrei, e chorei
 
Mas me refiz, e fui, direto na praça da solidão
Ali,  fiquei a olhar sem rumo, me sentindo perdido,
Tentei olhar para dentro de mim... em meu coração
Vi que ele estava, vazio,  descompassado, esquecido
 
Me senti, o último dos homens, sofrendo assim
Sem direito, a ser feliz, sem ter um amor verdadeiro
Resolvi, ir até a velha alameda do sofrer sem fim
Para tentar, ao menos seguir para outro paradeiro
 
Segui por uma pequena viela, estreita, sem beleza
Não conhecia, este caminho, que estava eu a andar
Foi quando deparei com a placa  "Rua da Tristeza "
Vi então, que esta seria, a eterna rua... do meu caminhar.....
 
 
 
 
Principe dos poemas e do amor
Enviado por Principe dos poemas e do amor em 30/10/2007
Código do texto: T716573
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Principe dos poemas e do amor
Aquidauana - Mato Grosso do Sul - Brasil
873 textos (106758 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 20:25)
Principe dos poemas e do amor