Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VASSALO (Leiam e comentem...)

Há pouco abstrato na tua utopia
Um pouco de inocência na tua maldade
Fragmentos da tua alegria
E sedutoras sombras na tua verdade

Sinto-me caçado junto de ti
Sou presa suculenta aos teus caprichos
Quer se soltar, transcender, revelar
Dois deuses, meio humanos, meio bichos

Tira-me a luz e a mobilidade
Toca-me aleatoriamente sem pressa
Algemas, velas, gelo, chicote
Chapeuzinho, loba má, princesa, perversa!

Há pouca ciência das tuas idéias
Tentar deduzi-las é certa decepção
Submisso, excitado, algemado
Tudo ao redor perdeu a razão

Sucumbido ao auge do ápice
Sentí-me vulcão, erupção jorrei
Liberta-me, beija-me e vais...
Eufórico, estranho, gavião, acordei.

Todos os direitos reservados ao autor
Registrado na FBN - Fundação Biblioteca Nacional
POETA URBANO
Enviado por POETA URBANO em 30/10/2007
Código do texto: T716708
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA URBANO
Camaçari - Bahia - Brasil, 42 anos
532 textos (13156 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 21:00)
POETA URBANO