Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESENGANOS

Desenganos
 
Estou muda em meus silêncios
Ausente com meus dissabores
Calando em minh'alma sem cores
Cega, surda, inerte, toda em horrores
Negando em todos meus amores
Sufocando todas minhas dores...

Esta figura aqui presente
Não é aquela que sente
Vida pura em devaneios
Sou estuário ainda de anseios
Córrego sutil, calor inclemente
Com a alma sozinha e penitente...

Na busca de outros caminhos
Esgares de novos ninhos
Ânsias loucas em tristes ais
Sou estremecida de sonhos
Pesadelos com mais desencantos
Modelos que sofrem tanto...

Arrefecida sem mais desejos
Não ficam mais nem os beijos
Que outrora ansiei te dar
Restam escórias e desencontros
Lamentos que choram tanto
Que não querem mais te amar...

Tu és o meu chão minado
Tiros pra todos os lados
Nem vale a pena compor
Perigos que ainda estão por vir
Armadilhas de todos os tipos
Esconderijos do meu sentir...

Sozinha  comigo mesma
Reflito se as madrugadas
Passadas todas e eu acordada
Valeram as lágrimas vertidas
Na fumaça de horas perdidas
Esperanças não mais sentidas...

Calem-se as melodias!
Quebrem-se os espelhos!
Deixem meus devaneios
Fugirem pra outro lugar
Não quero mais ver-te escondida
Quero ficar sozinha, esquecida...

Esbarro-me em cicatrizes
Debandando ares serenos
Vou pisando chão mais ameno
Alentando-me toda  inteira
Saindo desta masmorra
Grilhões soltos, antes que morra...
 
Myriam Peres

Formatado:
http://myriamperes.blogspot.com/2007/10/desenganos.html
Myriam Peres
Enviado por Myriam Peres em 31/10/2007
Reeditado em 31/10/2007
Código do texto: T717353
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Myriam Peres
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 87 anos
473 textos (56383 leituras)
5 e-livros (275 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 14:01)
Myriam Peres