Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COLIBRI (leiam e comentem...)

Toca-me uma gota e a ti imagino
E assim, permaneço, sonhando acordado
Brisa no corpo, delírios aos poucos
Lembrança tua, peito abafado

Tudo é silêncio em plena avenida
Apenas ouço a ti e nada mais
Explode o vazio em plena vida
Amor, ferida, teu ser, a paz

Ignoro buzinas, faixas e sinais
Sem definir verde, amarelo ou vermelho
Sigo é certo, ao som da tua voz
Rever, amar, sentir, anseio

Cruzo o portão e chego onde dormes
Jovem e imóvel, junto à grama
Vejo flores brancas no teu vasinho
E sem carinho, sentí-me em minha cama

Mais uma vez senti teus beijos e abraços
Incônscio, quimeras! Quem dera... Vivi
Um beijo em meus lábios, caricias em meus braços
Êxtase! Visão dos meus olhos. Encanto! Colibri.
POETA URBANO
Enviado por POETA URBANO em 31/10/2007
Código do texto: T717575
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA URBANO
Camaçari - Bahia - Brasil, 42 anos
532 textos (13156 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 22:18)
POETA URBANO