Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESPERANÇAS ALEIJADAS

ELA NÃO SE IMPORTA
EM MATAR MEUS SONHOS
A CADA NOVO ENCONTRO
VIVE LIVREMENTE
MUDANDO DE PARÇEIROS A TODO MOMENTO
INSISTO EM RESSUCITAR MEUS SONHOS
COMO UM JOVEM TÍMIDO
QUE NINGUÉM IMAGINA QUE SOU
TALVEZ CHORE SE EU MORRER
OQUE NÃO É PROVA DE AMOR
ELA NUNCA FARIA SEXO ORAL EM MEU CADÁVER
NÃO ENTENDE A DIMENSÃO DAS COISAS
NEM ELA NEM NINGUÉM
TALVEZ ALGUM  deus
MAS SÓ EU ME CONSOLO INUTILMENTE
COM MINHAS ESPERANÇAS ALEIJADAS.
pedro carmo
Enviado por pedro carmo em 15/11/2005
Código do texto: T71794
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pedro carmo
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 34 anos
172 textos (5174 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:40)
pedro carmo