Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Canto do Amor Sagrado



Eu ando assim meio aéreo
que nem quem fica volúvel...
e passa a viver nas nuvens
sem direção nem critério.
De pronto saí do sério
e, às vezes, me desconsolo
quando, indefeso, te olho
e esse teu olhar bonito
me entontece de infinito
Jogando-me céu nos olhos.

Até parece loucura
mas é puro encantamento
não ter outro pensamento
para outra criatura...
E ter crises de ternura
quase de perder o juízo
invadindo o paraíso
ao teu lado, de mãos dadas,
com a alma iluminada
pela luz do teu sorriso.

Fiquei louco de repente
dessa loucura divina
que cega, mas ilumina
tornando-nos inocentes...
Porque Deus protege a gente,
envolvendo-nos num véu,
que embora vagando ao léu
trilhamos por primaveras...
Por conquistar, sobre a terra,
um pedacinho de céu.

Hoje eu vivo encantado
qual os anjos e as crianças
por não perder a esperança
de ficar eternizado...
Tanto amante quanto amado
nessa crença além do fim...
porque me fizeste assim,
um devoto do que és
Por saber que, além da fé,
Tu és Deus amando em mim.





Vaine Darde
Enviado por Vaine Darde em 01/11/2007
Reeditado em 13/11/2012
Código do texto: T718951
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vaine Darde
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil
543 textos (85520 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 02:28)
Vaine Darde