Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

agora você pode ir ...




Oi...
esta não é uma conversa comum
como aquelas que temos tido todos os dias...

Hoje eu preciso dizer-lhe uma coisa que há muito
eu venho ensaiando dizer...

Está na hora,
você tem que partir daqui de dentro de mim.
Mas antes...
eu gostaria que você devolvesse minha alegria,
minha vontade de viver,
meu tesão pela vida !....

Não, não vá saindo assim, por favor
não esqueça de deixar aqui  meu dolorido coração
assim.... isso !



Agora, devolva-me os beijos,
os carinhos
e as nossas estórias vividas,
que ainda estão
aí dentro de você ...!


Toma essa borracha, e apaga todas as marcas
que seu corpo escreveu no meu,
pega um pano e um balde d'agua
lave  minha alma de todas as expectativas,
de todos os  sonhos que juntos sonhamos !

Você sabe , não existe mais ilusão, e...
quero tirar cada cada microscópico pedaço de você
daqui de dentro de mim.

Quero com uma lupa,
pesquisar cada cantinho,
cada lembrança
cada poema  formatado,
cada música ,
cada tesão sentida
não terei pena de  tirá-los
um a um daqui.

Ah!
não esqueça de levar da minha mente as músicas,
principalmente aquela do Joe Dassin , e aquela outra dos Bee Gess
que a gente gostava de ouvir
enquanto se amava.

Amor ? Vem cá....
tire esse gosto de " cabo de guarda-chuva "
da minha boca,
esse gosto amargo que ficou sem teus beijos.

Leve todos os presentes,
aquela rosa, lembra?
que você enamorado me deu???
aquela que está seca agora guardada dentro
do meu livro de cabeceira.

Leve também os livros do Brian, do Neruda e do Quintana,
e os CDs do Kenny G, do John Lennon
leve-os todos por favor,
deixa pra mim somente
os vinis dos Beatles, do Elvis e dos Bee Gees.

E se não for pedir demais...
peça que busquem o piano ,
não vai combinar com a nova decoração,
deixa apenas ali no cantinho,
nosso violão....

Me ajuda aqui,
tira essa coisa que colou no meu coração
isso que a gente achou que era amor,
tira do meu pensamento
as lembranças do "nosso jeito"
de fazer amor
tão : "mão e luva."....

Diga aos nossos amigos comuns
que a gente não combinava mais,
que eu sou muito exigente e que você não
me aturou mais,
direi isso também.

Limpe do seu rosto essa cara de bobo,
que você sempre fez quando olhava pra mim depois do amor,
essa máscara é minha,
pendure-a  ali no cabideiro
quem sabe um dia, servirá pra alguém?

Bem, quem sabe agora você vai ?...
eu quero ficar sozinha ,
só eu e minha alma,
só nos  duas ...
aqui deitadas,
encolhidinhas em posição fetal
"queremos dormir"  !
...esquecer....

Psiu...
não olhe para trás...
não "queremos" mudar de idéia
vamos começar  a curar "nosso coração"

ah! por favor?
apague a luz,
feche a porta e deixe a sua chave
debaixo do tapete....
Obrigada,

Alma ! vem ?....
Almaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa !!!!


***
(Inspirado no
Texto para uma separação - Elisa Lucinda )
http://www.secrel.com.br/jpoesia/elucin18.html
Kate Weiss
Enviado por Kate Weiss em 15/11/2005
Código do texto: T71948
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Kate Weiss
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil
1240 textos (464501 leituras)
49 áudios (17375 audições)
167 e-livros (427422 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:04)
Kate Weiss

Site do Escritor