Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O AMOR SOBREVIVE A SUA PRÓPRIA ETERNIDADE

Um dia eu disse que te amava
E você não acreditou
Agora está diante de mim novamente
Estarrecido, achando impossível
Esse amor acontecer...

Não estamos mais numa guerra
A morte não mais assusta
Nem a época é mais a mesma
A única coisa que restou é o amor...

O meu mais escrachado
E o teu contido, calado
Quieto, retraído...

Amor tudo supera
Resiste ao tempo
E cá estamos nós
Prontos para resgatá-lo

Para vivê-lo ou
Somente vivenciá-lo
Para sobreviver em sua própria eternidade
Sem sustos, sem medos, sem culpas

Numa entrega que só o amor conhece
Pois ele sabe a força
De ser eterno
Feito soldados romanos
Vagando pela eternidade
Quando um dia – sem menos esperar se encontram

E num dia não muito longe
Nem tão distante
Numa noite qualquer
Uma emboscada os coloca frente a frente...
MÁRIO FEIJÓ
Enviado por MÁRIO FEIJÓ em 02/11/2007
Reeditado em 02/11/2007
Código do texto: T719985
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MÁRIO FEIJÓ
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil, 65 anos
4751 textos (292914 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 07:04)
MÁRIO FEIJÓ