Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Café da Manhã 

A madrugada fria
Ela dormindo ao meu lado
Naquele encanto mágico
Uma deusa, profundo sono sagrado

Seu corpo, no meu corpo enroscado
Um sono pesado
Após um momento encantado
De prazer espremido, invertido, sonhado

A madrugada foi, acompanhada da deusa
Passou, desapareceu, o encanto ficou
Marcando aquele lindo momento
Ela, amor de cor morena
Não me sai do pensamento

Manhã clara, já com o sol quente
Na mesa, aproveitando a fartura da nobreza
Um ser apaixonado sem ninguém ao lado
Olhando o vazio do restaurante lotado

Sentindo a presença da ausente amada
Na mesa vazia dos sonhos sonhados
Ainda no corpo as carícias trocadas
Na boca o gosto do prazer transbordado

Café da manhã, sozinho e sem graça
Ficou na saudade a vontade do ser
Algo mais que importante
Do que sentir só prazer

Jorge Luiz Vargas
Enviado por Jorge Luiz Vargas em 02/11/2007
Reeditado em 09/02/2008
Código do texto: T720897
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve sitar a autoria Jorge Luiz Vargas e o site www.amorempoesia.com.br). Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Luiz Vargas
Brasília - Distrito Federal - Brasil
450 textos (198049 leituras)
7 áudios (5452 audições)
2 e-livros (474 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 00:20)
Jorge Luiz Vargas