Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

IRRACIONAL

Despejo os meus ardores
em olhares de aquarela, lampejos visuais,
cintilo como o sol que vai subindo,
mas passas e não vês.

Faço promessas impensadas
com sussurros musicais, gritos estelares,
pulso como o sino em hino núbil,
mas passas e não ouves.

Enquanto estrelas queimam viro sol,
e quando o sol se mostra viro noite.
Estou na contramão das descobertas,
declamo pra surdez, escrevo pra cegueira.

Eu procuro uma ponta de arco-íris,
e o fogo que me aquece é visão,
não passa de esperança iceberg,
flutua me enganando o coração.
Michel H Baruki
Enviado por Michel H Baruki em 03/11/2007
Código do texto: T722002

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Michel H Baruki
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
191 textos (5881 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 19:00)