Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por que será que ainda o procuro?

Por que será que ainda
o procuro?
Por quê?
O certo é não mais pensar,
O certo é não mais lembrar
que ele existe,
quero parar, e posso!
Não posso?

Antes angustiado,
deprimido,
no canto do quarto
esquecido,

do brilho do sol
dos raios de lua
do cheiro do mar
de como era bela a vida,
de como era bom amar..
Foi assim que o encontrei...

Cheguei de mansinho,
falei, exaltei,
enobreci, ensinei,
investi, aconselhei,
com carinho
ergui,
animei
Amei e como amei!

Com meu amor
fortaleci , revigorei
meu novo rei..
meu novo senhor...

O tempo passou
E passou voando
nem senti
a mudança
nem notei a ausência,
continuava amando...

Um belo dia
acordei
e vi
que ele era
adorado, bajulado,
queridinho
das damas desacompanhadas,
desavergonhadas,
mal amadas
isso sim,
e não tinha mais tempo pra mim!

Não responde meus emails
não atende ao telefone
Nem me procura mais,
está sempre fora, ausente
viajando...
diz a máquina falante,
Sabe-se lá para onde,
Sabe-se lá com quem

E eu?
Pergunto agora
Que faço da minha vida?
Choro, me rasgo,
Xingo, difamo,
dou fim?

Paro um pouco
e reflito
Quer saber?
Pensando bem..
Melhor esquecer...
Sossegar o coração
aflito
Partir p'ra outra.
Afinal,
homem é tudo igual
mesmo,
mas,
mulher igual a mim
Ah! Isso sim é que é difícil
encontrar
e mais difícil
ainda de ter...


TCastro
Enviado por TCastro em 06/11/2007
Código do texto: T725173

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TCastro
Lambari - Minas Gerais - Brasil
45 textos (2458 leituras)
2 e-livros (95 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 08:16)
TCastro