Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AGORA...

Agora...

Venha  me dizer que erramos
Eu tenho de te encontrar e falar
Que também não pude ver isso
Antes de dizer que aqui estou só
 Voltaríamos á ouvir  o mesmo disco?

Quero ouvir o que você sente
Quero saber de suas duvidas
Pois quero perde-las sobre você
Pois ninguém nos vê  á sós
Não sabem o que temos em mente

Ninguém viu o que passamos
Nossos passos são invisíveis
Não sabem como vivemos
Não olham para nossos rostos
Não sabem como estamos

Dizer  sinto muito é tão pouco
Viver com essa sensação é insano
Questões assim são incomuns
Mas somos tão inocentes
Que qualquer esperança é ouro

Mas vi você sorrindo
Olhando para sua frente
Mesmo que um sorriso triste
E eu estive encarando-a
Mas não sei se me viu
Não sabem o que temos em mente

Diga que me ama e não estamos errados
Que temos um para onde ir
E eu  direi que sempre á amei
Vamos voltar para o começo
Vamos nos redescobrir


Ninguém verá mais o que queremos
Não mais irão nos machucar
Pois não estamos mais aqui
Nesta mesma e  frágil  vida
Podemos sempre recomeçar

Aluísio Bórden
Enviado por Aluísio Bórden em 06/11/2007
Código do texto: T725504

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluísio Bórden
Teresina - Piauí - Brasil, 43 anos
232 textos (10519 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 12:49)