Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Garimpeiro do Amor

 

O meu trabalho é humilde

Sou garimpeira do amor

Nele não há vaidade

Eu vivo de mina em mina

Desvendando o escondido

Sentimento do amor

 

Explorando bem lá no fundo

Nas crateras do obtuso

Não tenho medo de queda

Minha meta é a sua pedra

 

Não a quero para mim

Eu te quero para o mundo

O teu amor revelado

Sem agonia e sem dor

Vivendo a sublimidade

Do tesouro germinado

 

Amor é felicidade

Ame o verde

Ame os vales

Ame a vida que tu tens...

 

Eu vou garimpar teu ser

Quero mostrar a você

Que a vida é sim doce encanto

Quem te rouba ela é você

 

Você sim é o gatuno

De não viver melhor no mundo

Colhendo e regando dádiva

Desses tesouros que esconde

E que te faz viver no escuro

 

O meu trabalho é humilde

Não quero nele medalhas

Eu garimpo pra você

O tesouro ele é só seu...

 

 



Cada ser tem um tesouro próprio e unicamente

seu, mas só através dessa mina liberada pode-se

caminhar livre para ser o tesouro de alguém...

 

 

Glorinha Gaivota
Enviado por Glorinha Gaivota em 07/11/2007
Código do texto: T727399
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Glorinha Gaivota
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
876 textos (38040 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 03:30)
Glorinha Gaivota