Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Até breve, Amor!

Esse trem que já passa...
Já passou...
Se foi... Porque já vai...
E não sei o que será
Tristes lembranças ficarão
E o amor ficará...

Não há nada que impeça
A não ser a mão Divina
Essa que tudo faz e diz

Nessa ilusão me perco
O que fiz? Tudo mereço?
Perto do Criador
Sou “pequenenihozinho” aprendiz...
Assim sempre sozinho
Nasci... Vida por um triz

Ruiu porque viste a solidão chegar
Ouviu a amplidão da dor se acasalar...
Com a morte!
Sangue: Seu porte, seu porre!
Embebecida de solidão
O escuso é escuridão

O trem segue...
A poeira se perde...
Espinho se entorpece
Se encostar nada acontece
“ADeus”, Amor!
Até breve!...
Felipe Neves
Enviado por Felipe Neves em 09/11/2007
Código do texto: T730734

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Felipe Neves
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 25 anos
124 textos (7598 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 20:59)
Felipe Neves