Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem esperar.
De Tania Mara Benaion de C. Motta

Sem esperar,
Me vi diante do amor.
O amor verdadeiro, 
Maduro...
E mesmo assim 
Ele foi cruel, 
Causando, 
Ao mesmo tempo,
Alegria e dor.
Sem esperar,
Senti felicidade,
Satisfatória e
Concreta.
Mas...
Aos poucos,
Tudo se extinguiu, 
E ficou
Somente a saudade.
Sem esperar,
Esqueci,
Grandes mágoas,
Cruéis...
Dolorosas...
Repetidas...
E tudo,
Não passou de
Quase nada.
Deixando apenas,
Brandas e também
Doces palavras
Que não foram ditas.
Sem esperar,
Retornaram
Minhas esperanças.
Grandes esperanças
De ser feliz.
Mas, foi somente
Mais uma ilusão,
Que hoje, eu trago
Guardado
Em minha lembrança.
Sem esperar,
esqueci a solidão
Que me deprimia,
E machucava meu coração.
E, apenas,
Por um instante,
Ele existiu...
Deixando agora,
A marca da dor.
Sem esperar,
Pude sorrir,
E amar sem receio,
Com muita satisfação.
E, agora...
Volto a chorar deprimida
Pela insistência,
Em querer te amar.


19/09/1978


Tania Benaion
Enviado por Tania Benaion em 11/11/2007
Reeditado em 30/11/2008
Código do texto: T733331
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tania Benaion
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
593 textos (46380 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 21:14)
Tania Benaion