Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Menina Ternura de 1-5

1 - ela a menina ternura...
Seus olhos diziam rosas
os meus falavam presenças
- ecos na carne gemendo
aspirações contorcidas

Nunca mente a sensação
quando o bem a estimula
- suspira a alma e não vence
enleios da fantasia

Canteiro de belas rosas
deus o faz com suas mãos
- ela a menina ternura
meu desejo a revivendo


2 - Seu corpo de borboleta
e fúrias de passarinho
as inocências maldosas
agridem mas não maltratam

Sorriso lhe cai dos lábios
um perfume a diluir-se
em qualquer estrela dos céus
vejo-lhe um seio perdido

Meu sonho que à noite vem
tem carnes da carne dela
antes pagão a seus pés
que santo em altar de roma

Um amor feito de espuma
e de rendas seu olhar
que em torno de seu altar
deus quer anjos e arcanjos


3 - Se perguntarem um dia
o nome dessa ternura
é irmã da acácia rubra
da cidade de Benguela(1)

Ó brisas do mar dizei-me
o que diz que faz ou pensa?
Talvez aquele sorriso
que dela viste poisando

na papoula dos seus lábios
seja a cor do seu desejo
a voz do seu coração
a brincar na minha alma

4 - Que diria aquela tarde
ao rezar-lhe o meu idílio?

Poema que estiolara
distâncias que mais procedem

Pai-nosso da minha reza
quando à noite vou deitar-me

Depois eu crucificado
em ritos de bem querer

Os beijos são de luar
são de espuma o seu olhar

Esfinge que se enamora
nos aromas de si mesmo


5 - Hei-de ir à Praia Morena(2)
afogar meus devaneios

E se uma lenda contar
romance deste jaez

- era uma vez o poeta
que se matou por amores -

brisas mansas dizei não
as ondas do mar chamavam

e meu desejo tão verde
foi no mar dormir com ela


António Soares
Enviado por António Soares em 11/11/2007
Código do texto: T733363

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
António Soares
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 83 anos
101 textos (4440 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 20:31)
António Soares