Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÁGUA

ÁGUA

Da pedra
brotou a água
que inundou
todo o deserto

A dureza
mostrava
intensidade
E a pureza
manifestava-se
na  cristalinidade

Se na seca pedi piedade
é que o coração ardia
e a boca queimava.
- Crueldade!

Agora que a água
adentra as rachaduras do terreno
Sinto leves pisaduras
- Um pisar sereno.

É a terra fértil
agora invadida
removida
tomada pela emoção.
17/06/1996
Paulo de La Mancha
Enviado por Paulo de La Mancha em 12/11/2007
Código do texto: T733952

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo de La Mancha
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
91 textos (4834 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 09:37)
Paulo de La Mancha