Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lusco-fusco

Lusco-fusco

mais leve que a brisa
desatina
(sem doer)

tua boca cálida
incendeia
em beijos loucos.

A serpente de sete véus
arranca
das raízes da alma
um pedaço do céu.

Rasga
e não machuca
as folhas.

Não fere as rosas
(de tua boca peregrina)

Vãos entre as veias
pergaminho de nossa história.


O líquido de nossos corpos
derrama-se
no findar da aurora

e fecunda a terra do nosso ser
em brasas.
Verônica Partinski
Enviado por Verônica Partinski em 12/11/2007
Código do texto: T734007

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Verônica Partinski
São Paulo - São Paulo - Brasil
361 textos (12826 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 20:13)
Verônica Partinski