Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ainda que soubesse...


Pára!
Pára de fingir! Pára de fugir!
Encara teu destino firme e certa.
Desdenha teu sentimento,
Inflama teu desejo,
arruma tuas malas,
segue teu caminho.

Já são dias de sono perdido.
Sonhos falhos, atordoados.
Ajeita o cabelo, passa um batom,
pinta as unhas, põe um sapato.

E eu que danço, quis sentar.
escrevi um soneto na porta do bar.
sorri, e bebi minha solidão.

E eu que me alimento de sentimentos,
arranquei o coração do peito,
corri da chuva e me molhei.

Joga fora o nascer-do-sol,
arranha teus sentidos,
permite teu amor-próprio viver.

LaGabrielle
Enviado por LaGabrielle em 12/11/2007
Código do texto: T734166

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.dominohs.blogspot.com" e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LaGabrielle
Curitiba - Paraná - Brasil
11 textos (515 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 05:43)
LaGabrielle