Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BRONZE EPIDERME


Teus olhos nos meus se perdem
tua boca meu nome profere
teus lábios pros meus se insinuam
me olhas e me deixas nua.

Olhos de fogo, bronze epiderme
és a perdição da minha alma
do meu corpo és desatino
vem e me rouba a calma

tua lascívia me entorpece
meu corpo no teu padece
teu fogo meu frio aquece.

Chegou e se fez meu dono
tirou-me do abandono
agora
meu corpo é tua casa
minha alma da tua é escrava.
Monica San
Enviado por Monica San em 12/11/2007
Código do texto: T734653

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Monica San
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 47 anos
251 textos (6299 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 23:36)
Monica San