Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LOUCOS CAMINHOS // VEREDAS DO AMOR

LOUCOS CAMINHOS
(Milla Pereira)
 
Na audaz paixão carnal
A entrega é essencial
Quando acontece o amor.
Quando a vida tem valor
Quando o sol possui a cor
Entre o azul e o solferino,
Onde eu sinto o desatino.
 
Então, nesta solitude,
No êxodo da atitude
Busco em vão o meu rumo.
Perco-me, não me aprumo,
Sou teu sonho de consumo,
Que espera a passagem
Dessa insólita viagem!
 
E minha alma noturna
Inválida e soturna,
No horizonte vagueia,
Em noites de lua cheia
Seu âmago desnorteia
Segue só, sem direção
Atrás do teu coração!
 
 
Réplica

VEREDAS DO AMOR
(Mario Roberto Guimarães)
 
E a paixão não admite
Qualquer coisa que a limite,
Tem sua própria vontade.
Ela se impõe, de verdade,
Nos traz a felicidade,
Toma o espaço que quer
E nos transforma o viver.
 
A solitude é circunstância
Imposta pela distância,
Algoz vivo e implacável.
És uma musa adorável,
Tua alma é responsável
Por esse amor que me toma
E ao meu âmago assoma.
 
Busco a tua companhia,
A dar à noite sombria
Um novo feixe de luz.
Esse amor que me seduz
Dita meus versos, conduz
Ao momento tão esperado,
Em que eu esteja ao teu lado.
Mario Roberto Guimarães
Enviado por Mario Roberto Guimarães em 13/11/2007
Código do texto: T734874
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mario Roberto Guimarães
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 65 anos
1956 textos (231571 leituras)
2 áudios (631 audições)
1 e-livros (650 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 18:35)
Mario Roberto Guimarães