Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONFISSÃO

Não fui eu que quis te amar, mas te amo tanto
Nunca quis te desejar, mas te desejo
E hoje até sonho acordado com teu beijo
Não te afastes, não me roubes teu encanto

Não fui eu que quis te ter assim tão perto
Nunca quis sentir teu cheiro, mas eu sinto
E hoje ando como em meio a um labirinto
Não me digas que este amor não vai dar certo

Abre os olhos que eu estou bem do teu lado
Vira o rosto e me entregues o sorriso
Que eu espero há tanto tempo, apaixonado

Quero ouvir da tua boca o som sublime
A dizer-me tudo de que mais preciso
És pra mim o amor que tenho esperado.
Everton Falcão
Enviado por Everton Falcão em 14/11/2007
Reeditado em 14/11/2007
Código do texto: T736493
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Everton Falcão
Canoas - Rio Grande do Sul - Brasil, 56 anos
138 textos (8891 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 10:43)
Everton Falcão