Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRANSFORMAÇÃO

Era noite em minha alma,
Em meu ser, em meu ego;
Era uma sensação estranhamente noturna,
Que me afligia, me dominava e me anoitecia!

Eu estava com os olhos tapados,
Com esse negrume imenso,
Que me dava a característica solitária,
Uma esperança mínima, de menor valor.

A inquietude se expande grossa,
Dá-me alívio breve, que aumenta a ansiedade,
Possuo um equilíbrio vago, muito pequeno,
Que aumenta essa sombra indesejada, inaceitável.

Quero luz, brilho, claridade, aurora,
Mas deparo com sombra, escuridão e noite;
Imagino cor, vida, movimento, alegria,
Só tenho descoro, morte, imobilidade e tristeza.

Desejo gritos, tumulto, agitação, calor,
Mas ao redor tudo é silêncio, pacatez e frio;
Quero sonhos, dias, espaço, tempo,
E vejo-me em pesadelos,
Penumbra, encurralado e ocupado.

Deliciar-me-ia com vozes, música, ternura, carinho,
Pois me sinto inaudível, insensível, desamado e carente;
Quero paixão, força, natureza, caridade,
Mas sofro com desamor, brandura, artificialidade e injustiça.

1.980
JOSE LINS
Enviado por JOSE LINS em 14/11/2007
Código do texto: T736513
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOSE LINS
Lins - São Paulo - Brasil, 61 anos
499 textos (31397 leituras)
26 áudios (1987 audições)
4 e-livros (114 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 16:50)
JOSE LINS