Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pobre da mulher do poeta!

Pobre da mulher que ama um poeta
Pois dele, só receberá versos e amor:
Versos de amor, versos por amor...
Amor de versos, amor por versos.

O poeta irá lhe escrever todos os dias
Aquele amor tão bem talhado em letras;
A coitada nunca ganhará um diamante,
Mas só aquele amor que a rima expressa.

E ele se sentará em um canto reservado da sala,
E cantará o nome dela nas muitas linhas.
E ela, enquanto prepara o café, olhará a chuva que cai,
Modesta como sua vida.

E as declarações de amor escritas pra ela,
Cairão nas mãos de outros,
Que recitarão para outras,
Que em nada se parecem com ela.

Pobre da mulher que ama um poeta,
Sua existência, apenas justifica o amor:
Que não é o dela, que não é o dele, e sim,
O de tantos outros!
Allan Castro
Enviado por Allan Castro em 14/11/2007
Código do texto: T737552

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (nome do autor e naturalidade). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Allan Castro
Fortaleza - Ceará - Brasil, 29 anos
45 textos (3782 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 02:15)
Allan Castro