Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mistérios do amor

As horas passam, mas tudo continua
Como sempre, a mesma paisagem
Os mesmos campos, a mesma estrada,
E os mesmo automóveis; mudam-se
Apenas as pessoas com seus olhares
Herméticos, patéticos por amor.

Por que não revive na velocidade do vento
A arvore verde que secou? Por que não ressuscitam
Aquele que injustamente morreu por um projétil
Perdido no espaço? Por mais que eu faça
Resposta não tem não, eis o mistério!

As mesmices me chateiam, deixam meu coração
Carente e exposto a sofreguidão, por mais
Que eu tente reinventar nada é novo, tudo
É tão antigo quanto a galinha e o ovo.

Então eu só pediria um pouco de compaixão
Ao amor, que invadisse os corações alheios
E a eles oferecesse um pouco de carinho
Para que ninguém se sentisse sozinho
Neste mundo de Deus!

E a vida continua como sempre, a mesma paisagem
Os mesmos campos, a mesma estrada
E os mesmos automóveis apressados
Correndo atrás não sei do quê!
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 15/11/2007
Reeditado em 15/11/2007
Código do texto: T737910
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3171 textos (82362 leituras)
2 e-livros (437 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 10:21)
R J Cardoso

Site do Escritor