Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ci eu foci um sabiá eu ia cantá nu seu quintá lá ni Juiz di Fóra

Ocê sabe memu das coisa que acontece na natureza, inté parece que ocê traz na alma essas beleza. É purissu que eu gostu de amar ocê tantu anssim, pari di conversa fiada e vem pra junto di mim. beijão baianu. Mira.
Enviado por MIRA IRA em 15/11/2007 00:58
para o texto: Respondenu para a sabiazinha (T737216)

(Airam Ribeiro)
Cuma eu queria sabê amá
Pra fazê u’a linda canturia
Canturia iguá a dun sabiá
Qui sabi fazê a melodia.

Ah eu queria sabê cantá
Como o sabiá qui canta bem
Somente pra vancê ci alegrá
Na ora di incrontá u seu bem.

Ah eu quiria tantu aprendê
Como canta o majestoso sabiá
Só pra cantar pra vosmicê
Nas lindas noite qui tivé luá.

E as lindas asas dum sabiá?!
Ah içu... cuma eu quiria tê!...
Digêru saía daqui i pelu ispaçu a vuá
Eu ia lá somente pra vê vosmicê!

Despois eu posava no jardim
Bem in frente a jinela di ançê
Ah eu ia cantá tão feliz sim
Pra prová o meu amô pur oçê.

Mermu qui oçê num min xergaçi
I qui a jinela inté num abriçi...
Mais ci o meu cantá tu iscuitaçi!...
I bem no coração ançê uviçi!...

Mermu qui us ispin min ispinhaci
Eu tava alí firmi cantanu nu rozerá
I mermu qui a canção oçê nun ouvici
Min sintria filiz in cantá nu seu quintá.

Mermu qui tu inté num min viçi
E pensaci qui era um paçarin quarqué
Eu nunca ia rependê di mia tolici
Di querê cantá préça linda muié.

I despois que fizéçi minha canturia
Saia voandu feliz naquela óra
Tava di vorta mais cum mutia ligria
Di tê idu cantá pra oçê ni Juiz de Fóra.
Airam Ribeiro
Enviado por Airam Ribeiro em 15/11/2007
Reeditado em 15/11/2007
Código do texto: T738147
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Airam Ribeiro
Itanhém - Bahia - Brasil, 69 anos
572 textos (39562 leituras)
21 áudios (2313 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 14:32)
Airam Ribeiro