Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AS VEZES DAS MÃOS

As mãos, para que servem as mãos?
Se na carícias deslizam em vão,
À procura dum momento,
Tão fugaz quanto o vento,
Para acomodar a mão amiga,
No consolo da feroz intriga,
Que se desfaz em seu aperto,
De erros tantos o seu acerto,
Das mãos da plena oração,
Que nos conduzem ao perdão,
Como se nos faltasse o consolo,
Da mão amiga e dum colo,
Pelo tempo que então disponho,
Da incerteza produz o sonho,
Nos ameaçando por inteiro,
Pelo que se conhece do aguaceiro,
Muita água pra pouca galeria,
Muito ruído pra pouca melodia,
E da chance pouca que nos acerca,
Necessário que a pouca fé não se perca.

1.996
JOSE LINS
Enviado por JOSE LINS em 16/11/2007
Código do texto: T739270
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOSE LINS
Lins - São Paulo - Brasil, 62 anos
499 textos (31879 leituras)
26 áudios (1988 audições)
4 e-livros (116 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 08:22)
JOSE LINS