Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VEIAS PROFUNDAS





Os teus olhos voaram no meu céu...
O teu sangue pulsou em minhas veias,
e preencheram a minha cápsula vazia.
E de tal modo o tua alegria assumiu
A minha vasta solidão.
Que, da penumbra surgiram flores...
E na tua terra fértil plantei minhas
Sementes, e no instante da fecundação
Surgiram claridades vibrantes.
Na minha roseira, tu vibraste feito
Uma abelha quando se delicia no
Grão-pólen das flores silvestres.
E na minha taça de vinho tu bebeste
O meu desejo, e condicionalmente,
No meu corpo tu te prendeste.


ALBERTO ARAÚJO
Enviado por ALBERTO ARAÚJO em 16/11/2007
Código do texto: T739572
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
ALBERTO ARAÚJO
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
3135 textos (158864 leituras)
33 áudios (3215 audições)
35 e-livros (6651 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 22:24)
ALBERTO ARAÚJO

Site do Escritor