Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OLHA! SOU EU

Olha! Sou eu.
Será que importa
Se bate a sua porta
A peregrina do Universo
Procurando místicos sons
Para seus versos de amor?
E depois de misturar cores
Para pintar nos astros
As belas imagens
esboçadas pelos sentimentos,
Importa que bata a sua porta?
Olha! Sou eu.
Depois de muito garimpar,
No veio da inspiração,
Diamantes de saudade
Para compor um colar de versos,
Importa que bata a sua porta?
Olha! Sou eu.
Que diferença faz escrever,
Em papel ou em metal,
Palavras esculpidas no mundo espiritual
Se elas reverberam nas fibras d’alma?
Deixa-me entrar, Deusa da Poesia,
Neste castelo onde viveram
Os grandes poetas do mundo.
Juro que ficarei num cantinho
Rascunhando meus versos
Com a pena da emoção
No rodapé do salão.

20/11/05.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 20/11/2005
Reeditado em 24/11/2005
Código do texto: T73987

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343199 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 19:53)
Maria Hilda de Jesus Alão