Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Renascer eterno



Nasci como as flores nascem,
vim de galhos tristes mas de alegres  folhagens
por um belo atrevimento da vida.
Sobrevivi para fazer versos
e poeta ser sem tédio,
apenas alegre e bem feliz.
Nasci ‘inda com os olhos molhados
e tão cheio de saudades já,
do ventre de minha mãe.
Nasci como o homem e a mulher nascem
e as fêmeas parem
e os machos matam!
Nasci também como os velhos nascem
antes de ficarem cegos
e de dilapidarem-se
e da morte provarem.
Nasci como uma criança crescida
e devo morrer velho e esquecido
pelas raízes mortas das mesmas árvores
e dos ventres de onde vim.
Se de novo eu nascer,
juro acabar com esse morrer
depois que aprender a prender a eternidade.
Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 17/11/2007
Código do texto: T740507
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulino Vergetti Neto
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 59 anos
2382 textos (136564 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 03:48)
Paulino Vergetti Neto

Site do Escritor