Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"OAMOR SOZINHO MORRE"


O AMOR SOZINHO MORRE...







 Minhas mãos... sempre frias.
 Minha boca... insensível e muda.
 Minhas noites... áridas, vazias.
 Em meus dias tão iguais, nada muda!

O amor não se busca, não se inventa.
Está em nós. Integra a nossa essência.
O amor sozinho morre, não se alimenta,
termina com ele o prazer da existência!

Sonhar com amor não sei, não quero...
Viver sem amor não posso, desespero...
Substituir um amor não sei, não posso!

Ensurdeço, escondendo-me no meu eu.
Emudeço para não falar do que foi meu.
Enlouqueço. Nem para fingir me esforço!...





HELENA BANDEIRA
Enviado por HELENA BANDEIRA em 20/11/2005
Código do texto: T74079
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
HELENA BANDEIRA
Portugal
397 textos (11666 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 10:11)
HELENA BANDEIRA