Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Flor

Flor que fostes um dia, desfolhada
Por mãos cheias de alegria mui bem,
Flor meiga e generosa, que o poeta
Em verso e prosa ama também...

Às vezes vermelha, multicolorida,
Cheia de amor, flor amorosa...
Bálsamo de alegria pomposa,
Que inspira bonança à vida.

Às vezes branca, sugerindo paz,
Às vezes cheia de emoção e frescor,
Flor em botão, lembrança dos madrigais!

Quem vos sois se devoras minha dor,
Se me alegras, flor de roseira ou ananás,
O sonho que escoa na desventura do amor.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 18/11/2007
Reeditado em 18/11/2007
Código do texto: T741841
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3170 textos (82343 leituras)
2 e-livros (437 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 22:23)
R J Cardoso

Site do Escritor