Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LAGOA ENCANTADA

Contra o peito
tua cabeça presa.
Vejo o cantar
das ondas nesta represa
marulhar o leito.

Floresta ao dia
assuvia seus verdes
que gostosura !
Os pássaros tomam altura,
passo a ver - o rouxinol, a cotovia -

Nascem ansiedades matinais
sonhos ......
Deitados na toalha,
por onde deitam os capinzais
ao passar da gralha.

Tu
de uma delicadeza pura
levantas sorrindo.
Lábios amorosos me bolindo
dando-me paz e frescura.

Mãos nas minhas mãos
acalanto.
Caminhantes pelo azul do céu
tolhido por este encanto,
toco teu rosto coberto pelo véu.

Silêncio !
O córrego canta.
Não vejo o admirável coro
ajoelhamos - ela depois, levanta
ajuda-me como se fosse d´ouro.

Amor !
Temos de voltar neste instante
porque o pôr-do-sol, não deve tardar.
Ela em choro dilacerante
cortava minh´alma, antes do dia se guardar.

Dia feliz.
Graça encantadora
como criança - que se cria;
obrigado Nossa Senhora !
Pois, está na hora da Ave Maria.

Já era quase noite
um beijo,
te deixei em casa por encanto.
Num imenso desejo
fico sem meu canto.

Sim .....
A manhã já vem fundo
neste dia que se esvai.
Oro neste segundo
enquanto me vou neste ai.




Do Manuscrito: Rosas .... Por quê Espinhos ?
tabayara sol e sul
Enviado por tabayara sol e sul em 18/11/2007
Código do texto: T742103
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
tabayara sol e sul
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
615 textos (121531 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 01:20)
tabayara sol e sul