Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AS BRINCADEIRAS DA VIDA

Vi pela fresta da janela as
incorrigíveis brincadeiras
da vida, vi o desenrolar de sua
persistência em maltratar...

Senti na própria pele uma
dor imposta por ela, embora,
e de antemão, soubesse que
não iria aguentar.

Mesmo assim, e sem querer saber,
fez questão de roubar o meu
único bem, só para me ver prostrado
implorando remissão.

É, eu vi sim pela fresta da janela,
um facho de luz que aos poucos
foi perdendo sua intensidade,
até que tudo ao meu derredor,
foi se transformando em uma noite sem luar.

Pra quem não tem pra onde ir,
qualquer caminho é caminho, e foi
assim, que a própria vida acabou
roubando alguém que nutria
sentimento por mim.







 


 
 

   





Wil
Enviado por Wil em 18/11/2007
Código do texto: T742520
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 82 anos
2741 textos (86036 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 00:35)
Wil