Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sonho sem dimensão

Feito um náufrago está meu coração
Tenho fé em tua nobreza, donzela,
Que dele terá dó ou compaixão, pena,
Não era isto que eu queria, mas como diz
Velho ditado: mais vale um pássaro
Na mão que dois voando.

Se teu amor eu perdi culpa minha não foi
Foi marca do tempo que num determinado
Momento os sonhos por água abaixo jogou
Eu fico com a verdade das crianças
Que traz na esperança lindo sonhos de amor.

Arquejando, serra-acima a utopia se curvou
Ao tempo fera-da-espera nas horas tristes, sofridas
Qual índio fera-ferida, no sonho matreiro esquecida
Tentando colher o que nunca na terra plantou.

Fico na expectativa da surpresa vinda do além
Se o milagre para os outros existe, quero
O meu também, sou filho de Deus
E na terra a todos só quero o bem.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 19/11/2007
Reeditado em 19/11/2007
Código do texto: T742986
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3169 textos (82317 leituras)
2 e-livros (437 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 09:41)
R J Cardoso

Site do Escritor