Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Outro poema

Tu não soubeste?
Não sonhaste?
Que nesta carne tão profana
Deixarias o vetupério da saudade?

Aquela menina que tu dissestes
Que era contigo moça, infanta
Hoje jaz no corpo de mulher
Tão só a cada curva das ancas

Quem me dera, ó meu querido!
‘Inda digo: quem diria?!
Qu’esta alma haveria de gostar
E gostar e gostar e tanto mais
Logo esta alma que não quisera amar

Amigo...
Tanto que te lembro
Em meu vazio infinito
Teu rosto no vazio ocupa espaço
Teu riso gela mais meu quarto frio

Mais uma vez daqui me retiro
Com mesmo fim, mesmo choro
E ‘inda saudade num sufoco
Choro por ti minha triste mocidade
Anita B
Enviado por Anita B em 19/11/2007
Código do texto: T743263

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar o nome do autor e link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anita B
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil, 28 anos
82 textos (2733 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 22:34)
Anita B