Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NUNCA MAIS

A cigarra tornou a cantar
anunciando um novo ano.
Parece mentira !
Já se passaram
doze meses,
sinto falta do amor
que já não tenho.

Palavra amiga,
dos carinhos
das manhãs,
tardes e noites.
Jogo de damas
de conversas
do sereno,
dos amores.

Lembranças,
um beijo a porta;
frio lá fora
garoa .....
Um bar, só nós.
Música ao fundo
corações apaixonados,
alegria contagiante.

Voltei a casa
muitas vezes,
com esperança
de ver a amada.
De ver a deusa deste coração.
( ela não voltou
nunca mais ).


Do Manuscrito: Rosas ..... Por quê Espínhos ?
Estes versos foram escritos na Década de 60, e os ofereço à Sergio Reis, cantador do meu torrão sentimental.
tabayara sol e sul
Enviado por tabayara sol e sul em 20/11/2007
Reeditado em 20/11/2007
Código do texto: T744062
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
tabayara sol e sul
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
615 textos (122289 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 10:02)
tabayara sol e sul