Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Memórias

Sinto um temor calado em meu sonhar
Pois sinto meu sonhar tão frio, tão morto
Guardar comigo o teu mais puro fruto
Que temo, ao comer, dele se acabar.

Eu sinto cada toque a me beijar
Com a ponta dos dedos. É meu luto
Saber que meu desejo está tão bruto
Pois sempre repetiu  “eu vou te amar”.

Guardo comigo o dia em que nos beijamos
Com nossas mãos famintas de calor
Num jardim onde tu eras linda flor

Que ainda espalha aroma pelos campos
Hoje com minha lira solitária
Repousa minha dor tão necessária...
Fabio Melo
Enviado por Fabio Melo em 20/11/2007
Reeditado em 20/11/2007
Código do texto: T744110

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Melo
Santo André - São Paulo - Brasil, 33 anos
799 textos (267018 leituras)
6 áudios (1647 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 10:34)
Fabio Melo