Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LABAREDAS DE AMOR



Do alto, do cume,
Cai o sereno,
O orvalho,
Que molha as folhas,
Que molha o tempo,
Que não vence a era,
Do fogo da paixão ardente,
Que sai de dentro de mim,
Como se fosse um foguete.

Abre gaveta,
Fecha porta,
É quando eu não penso em ti,
É porque eu te esqueço,
Quando vou dormir,
Mesmo levando tua imagem,
O meu cérebro adormece,
De tanto pensar em ti.

Sinalizando assim:
Do alto que cai,
Estremece, agita e enfurece,
Acordo e não vejo você.

Lá vai o amor,
Caindo como sereno,
Que se desfaz no meu amanhecer,
Vens, amor!
Estou aqui para te amar,
E me sentir como o teu rei,
Pois, somente eu sei abrandar,
As energias do amor,
Louco, insano por ti.

Que fazem tempestades,
Quando se unem,
Num único coração de prazer,
Espalhando fogo e suor,
Queimando a floresta humana,
Num embalo aquecido de fogueira,
Onde quem fala alto,
Será sempre o nosso prazer.




ERASMO SHALLKYTTON
Enviado por ERASMO SHALLKYTTON em 21/11/2005
Reeditado em 15/03/2013
Código do texto: T74435
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ERASMO SHALLKYTTON
Caxias - Maranhão - Brasil
4168 textos (2055177 leituras)
1 áudios (971 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:18)
ERASMO SHALLKYTTON

Site do Escritor