Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
UM BANHO DE AMOR


Se eu fosse o mar,
Banharia o teu corpo,
Lavaria os teus pés,

E nas areias brancas
Purificaria tua alma,
Ouvindo tuas confissões,
Afirmando me amar.

Se eu fosse um rio,
Descia pelo teu corpo,
Levando-te mansamente,
Até chegar no mar.

Se eu fosse um riacho,
Entraria na tua alma,
Pra seduzir o teu silencio,
Engolindo o teu pensar.

Nem o mar,
Nem o rio,
Nem o riacho,
Não são maiores,
Do que o meu amor por ti.

Você sente e não ver,
E perde quando chora,
Lastima-se por não ter,
E não há como encontrar.

O mar, o rio e o riacho,
Que foi um dia na tua vida,
Ah! Como seria bom te amar.

Tu podes até banhares,
No mar, no rio e no riacho,
Porém, o meu amor,
Você não pode provar.

Vens, deixe eu te amar,
Assim me terás,
Em três dimensões,
Na conexão sublime.

Nesta hora aplausível,
Eu serei tudo, tudo.
Posso até ser o sol,
Que te queima no amor.

ERASMO SHALLKYTTON
Enviado por ERASMO SHALLKYTTON em 21/11/2005
Reeditado em 07/02/2008
Código do texto: T74451
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ERASMO SHALLKYTTON
Caxias - Maranhão - Brasil
4168 textos (2054856 leituras)
1 áudios (971 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:24)
ERASMO SHALLKYTTON

Site do Escritor