Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EU QUERO UMA AMADA!

Quero um amada, de qualquer jeito, de qualquer cor.
Essa amada pode ser alta, pode ser baixa, loira ou morena, de nariz grande ou pequeno.
Quero uma amada encantada, sorridente e assanhada.
Ela pode ter cabelo longo, pode ser até curtinho, pode ter olhos grandes ou pequenininhos.
Quero uma amada de voz rouca, de olhar sensual e infernal.
Tem que ser uma amada cheia de personalidade, cheia de encanto e vivacidade.
Eu quero uma amada boêmia, que goste de uma cerveja e de amanhecer sentada bebendo numa mesa.
Procuro uma amada descontraída, louca e atrevida.
Quero uma amada infantil, que brinque comigo, me leve ao delírio e me deixe em perigo.
Procuro uma amada bandida, que me traia, mas que esteja sempre comigo.
Quero uma amada louca, alucinada que não se prenda ao passado.
Preciso de uma amada fantasiada de palhaça, pulando carnaval em Salvador ou seja onde for e gritando o seu amor.
Preciso de qualquer jeito, com a máxima urgência, acabar com essa minha carência.
Por isso eu quero uma amada que me encha de ciúmes e depois me cubra de perfumes, os aromas mais intensos, de Boucheron a Tentation entre outros.
Eu quero, eu preciso de uma amada daquelas de cinema, de novela, seriado, cheia de mistérios e casos engraçados.
Procuro uma amada que cause inveja nos amigos, ódio nos inimigos e me faça sempre destemido.
Quero uma amada ridícula ou fascinante, simples ou importante, uma amada para fazer comigo bolinhas de sabão, pegar na minha mão, sorrir do meu sorriso e acreditar no que eu digo.
Eu quero uma amada de qualquer idade, velha ou nova, principiante ou veterana, crente ou profana.
Quero uma amada para andar de gangorra, correr na chuva, pisar em poça, comer brigadeiro, sujar o dedo e depois lamber bem devagarinho fazendo charminho.
Quero uma amada de outro planeta, atordoada e cambeta, não faz mal se eu tiver que ser sua muleta.
Quero uma amada intempestiva, que fuja comigo, que me lace nos seus braços com seus abraços.
Preciso de uma amada estonteante, daquelas arrepiantes, uma amada que saiba chorar, dançar e cantar.
Eu quero uma amada que tenha um beijo coberto de desejo, que quando tocar o meu corpo não queira mais acordar.
Quero uma amada viu? De qualquer jeito, de qualquer maneira, mesmo que ela fale besteira e a quero para vida inteira.
Essa minha amada não tem que me namorar, nem precisa casar, também não quero ser amante. Eu só quero uma amada, mesmo que ela seja inconstante.
Se ela vier uma vez por mês já ficarei feliz, se vier uma vez por semana, a levo para cama, e se vier todo dia minha vida vai virar uma folia.
Então mandem cartas para a portaria, peguem senhas na recepção do meu coração, se cadastrem pela internet, deixem a sua ficha na caixa postal.
Vou analisar cada pedido, estudar as candidatas.
Quem sabe você seja o escolhida, quem sabe você fica comigo.


São José dos Campos, maio de 2000.
Renato Zecca
Enviado por Renato Zecca em 21/11/2007
Código do texto: T745616

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Renato Zecca). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Renato Zecca
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
257 textos (79888 leituras)
6 áudios (23694 audições)
2 e-livros (186 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 07:36)
Renato Zecca