Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando Te Calas

"Me gustas cuando callas porque estás como ausente.
Distante y dolorosa..."
Pablo Neruda

Quando te calas,
o silêncio canta.
A música se encanta
e vira luz em teu olhar.

Quando te calas,
acalantas a poesia
com a ternura que te envolve.
Os anjos cantam
levitando em teu perfume.

O universo te circunda
com galáxias e roseiras,
com cordilheiras e oceanos
e põe auroras nos teus lábios
e guarda estrelas nos teus olhos.

Quando te calas,
a menina que te habita
me espia silenciosa
acenando com luar.

Eu te fito, à distância,
imóvel, de joelhos...
Porque sei que é nessa hora
que Deus vem te visitar.
 








Vaine Darde
Enviado por Vaine Darde em 22/11/2007
Reeditado em 22/11/2007
Código do texto: T748146

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vaine Darde
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil
543 textos (85002 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 17:41)
Vaine Darde