Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Adorado Maldito

Julgas que não sei das tuas mentiras
quando teus olhos fitam os meus.
Acendes meu corpo do desejo insano.
Declamas os versos que comprastes
num jornal vagabundo.
Julgas que sou a mais tola do mundo...
Mas confesso!
Gosto quando diz: Eu Te Amo!
E mentes tão bem... Quase acredito.
Mas posso ver no fundo dos seus olhos
a frieza do teu coração de granito.
E em silêncio, ao coração mil vezes grito:
Não te iludas!
Com esse adorado maldito.

(Sirlei L. Passolongo)
Sirlei L Passolongo
Enviado por Sirlei L Passolongo em 23/11/2007
Código do texto: T748518

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sirlei L Passolongo
Cianorte - Paraná - Brasil, 47 anos
1380 textos (183844 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 23:49)
Sirlei L Passolongo