Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ódio

Ódio

Quem disse que ódio não mata certamente se enganou
Pois meu ódio é tão grande que é capaz de matar
Verás que irás sofrer loucamente o meu rancor
Verás que irás morrer só por eu te odiar

Quem disse que em mim só há ternura e amor?
Quem julga que jamais farei mal a ninguém?
Quem não crê em meu poder de prejudicar?
Quem duvida que eu possa odiar alguém?

Quem acha que pode fazer o que bem quiser
De mim e pensa que eu não me vingarei?
Quem sabe o sentimento que aqui dói dentro de mim?
Quem pensa que eu com o tempo esquecerei?

Quem ousar tocar em mim que considere-se morto!
Quem tentar me magoar verá que eu revidarei!
Quem vier me insultar irá dar-se muito mal
Porque não ficará impune. Algo eu lhe farei.

Pois que te odeio com toda a força de minh'alma
Pois que te quero todo o mal que puderes receber
Porque te desejo mil e mil vezes a morte
Porque tanto quanto possível quero te ver sofrer.

Selma de Assis Moura
10/03/1988
14 anos

Esta poesia foi escrita em um difícil período da adolescência.
Anos depois percebi como escrever era para mim o local de extravasar sentimentos, emoções e idéias.
Selma AM
Enviado por Selma AM em 23/11/2007
Código do texto: T748795

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Selma AM
São Paulo - São Paulo - Brasil
59 textos (88240 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 20:08)
Selma AM