Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEPOIS QUE EU MORRER

Um pouco de mim se espalhou
e foi parar no jardim do meu amor.
As flores assim ficaram coloridas
com a cor da minha vida
que nelas soprou.
Quem fui eu, quem ainda sou?
Pra crescer nessa paisagem linda
onde a saudade ainda não chegou.
Se tudo no mundo é fantasia,
deixa eu ser essa alegria
que você sempre sonhou
e depois que eu morrer,
me planta de novo.
Pois eu quero ser sempre o novo,
que a sua esperança precisa pra viver . . .

homenino poeta
Enviado por homenino poeta em 26/11/2007
Código do texto: T753104

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (homenino poeta http://www.homeninopoeta.prosaeverso.net/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
homenino poeta
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
2153 textos (102560 leituras)
69 áudios (15242 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 04:10)
homenino poeta