Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quase sem querer.(Legionários)

Quase sem querer.(Legionários)

A angústia de te escrever palavras que façam sentido,
não para mim, mas para os seus ouvidos e a minha frente o papel em branco
esperando transformar pela ponta do lápis
pensamentos em sentimentos que já não consigo demonstrar em palavras,
um amor que não pode  ser medido em grandezas convencionais que
estão nos livros e nos modelos científicos.
O desespero do papel em branco na minha frente e não sai uma letra
 e sem letras não se formam frases e sem frases não há palavras
 e sem palavras não posso expressar meus sentimentos
 de forma que tu possas compreender. E o papel continua em branco,
 talvez se fosse verde ou azul. Verde é a cor dos seus olhos
 e eles espelham o azul do mar.
Não adianta! Esse papel em branco é pequeno demais para escrever
 tudo que sinto por você,
e as palavras que existem em todas as línguas faladas,
de sinais ou extintas não possuem adjetivos e nem qualidades
 para escrever para você ou descrever você, então faço meu desabafo
 e mostro minha contrariedade, te falando apenas uma palavra “saudade”
 e ela só existe na língua portuguesa e quando existir uma palavra
 que não seja repetida,
 que venha de marte ou de vênus(de onde dizem vir as mulheres),
eu ti direi, enquanto isso eu fico com a letra do Renato;
 sei que as vezes uso palavras repetidas/
mas quais são as palavras que nunca são ditas.
 Nessa letra me despeço e faço de todas palavras e poesias minhas
para dizer o quanto eu amo você.
Força sempre.

Ricardo di Paula, 18/08/07.
Am 08:18:13.


Ricardo di Paula
Enviado por Ricardo di Paula em 26/11/2007
Código do texto: T753143

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ricardo di Paula.(ricardo.mync@ig.com.br)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo di Paula
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 49 anos
327 textos (71790 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 18:27)
Ricardo di Paula