Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VERSOS DE AMOR

Para a querida poetisa portuguesa Helena Bandeira, que revela-se como alguém que gostaria de ter conhecido mais de perto, para fazer-lhe versos que fossem bálsamos de prazer e de constante alegria. Com carinho!

Bahia, nos tons de Lisboa, dezembro de 2005.

Eu escrevo poesia como quem bebe...
No início dos versos estou de porre...
Sou viajor, poeta que não cede
E minha inspiração nunca que morre...

Qualquer assunto me serve de mote
Eu sou poeta sem fronteira
A minha inspiração ganhei de dote
Vem do meu berço para a vida inteira...

Minha Poesia, a arte mais sublime
Cantar o amor, minha especialidade
O coração meu sentimento exprime
Do que melhor eu guardo de verdade...

Declamo a poesia da conquista
Quando a amada está interessada
E crio versos a perder de vista
Versos sinceros para a minha fada...

Não sou muito ligado no futuro
Não gosto de forçar situações
Meu coração é jovem, eu sou maduro
Ainda sinto a febre das paixões!!!
Ricardo De Benedictis
Enviado por Ricardo De Benedictis em 23/11/2005
Reeditado em 13/12/2005
Código do texto: T75368

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo De Benedictis
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 77 anos
1214 textos (272466 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:39)
Ricardo De Benedictis