Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANTO MEDO DE ESTAR SÓ

Ventania uivante, louca, me assusta,
daqui do bosque, ouço melodia tal
que com certeza, hei de acalmar-me
nesta plena solidão.


Ao meu amor, lanço neste instante
os melhores carinhos, que o amor
pode ofertar, mesmo agora
que estou morrendo de medo.


Os bambuzais rangem seu emaranhado,
um pássaro aqui, ali, acolá, pia, canta
enquanto - nos meus pés - passa  lindo bichinho
pequenino, que por este medo
não sei distingui-lo.


Pensei, que tinha um coração,
um sentimento. Mas vejo afinal
que quando sózinho, abandonado
tenho somente medo.


Mêdo por estar completamente só,
tenhas compaixão de mim, vai !
Diante deste quadro, procures entender
a falta que fazes a este coração.


Do Manuscrito: Rosas ..... Por quê Espinhos  ?
tabayara sol e sul
Enviado por tabayara sol e sul em 27/11/2007
Reeditado em 02/01/2009
Código do texto: T754257
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
tabayara sol e sul
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
615 textos (122277 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 14:00)
tabayara sol e sul