Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MORREU O AMOR


Tudo está imóvel, calado.
O mundo perdeu a boca.
Corre a mão no tempo morto
Segurando os dois ponteiros
De um invisível relógio.
Não existe mais aurora,
Os astros são muitos cacos
Presos à gengiva do céu,
Num largo sorriso de dor.
Fez-se silêncio sepulcral.
O vento não ousa sussurrar,
Morreu o último trovão
Embalsamado pelas nuvens.
Gente parece sombra
Caminhando em câmera lenta
Nas avenidas do cemitério
Onde jazem os sonhos.
Tudo isso porque morreu...
Porque morreu o amor.

23/11/05.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 23/11/2005
Código do texto: T75449

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343093 leituras)
19 áudios (10579 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:36)
Maria Hilda de Jesus Alão